Monday, June 27, 2005

Apertar o cinto...mas é o de segurança!

Os Administradores do banco de Portugal também apertam o Cinto. 60 viaturas novinhas - Faz deste povinho estúpido. Estando nós habituados a ver o Dr. Vitor Constâncio a defender, dia sim dia não, a contenção da massa salarial, em especial a dos funcionários públicos, e tendo sido que o Governo decidiu que os assalariados que auferem de salário mínimo só podem ter aumentos equivalentes a uma bica por dia de trabalho efectivo, não deixou de ser uma feliz coincidência saber que os administradores do Banco de Portugal também apertam o cinto. Pois, apertam o cinto de viaturas novinhas em folha: o governador, Vítor Constâncio, teve direito a um BMW 530 D, no valor de 67400 euros (13400 contos). Para dois administradores foram um Saab Sport Sedam 2.2, no valor de 37 mil euros (7400 contos) e um Volvo V40 1.9D, de 36730 euros (7363 contos). E para que o motorista do Dr. Vitor Constâncio não se sentisse diminuído também levou um Peugeot 206 Color Line. No Banco de Portugal existem 56 viaturas atribuídas para 1794 funcionários, o que dá um carrinho por cada 32 almas. O mesmo rácio aplicado à DGCI implicaria que esta disporia de um parque com nada menos que com 406 viaturas, o que agora dava um jeitão para cumprir as últimas ordens do senhor ministro a, e ir a correr atrás de todos os que devem impostos a ver se davam um remendinho no buraco orçamental. E se aplicado aos 700.000 funcionários públicos isso implicaria que o Estado deveria ter qualquer coisa como 21.875 viaturas, o que dava ocupação à Ford Europa por uns tempinhos. Ao que parece, o Banco de Portugal dá o exemplo de uma forma original: quem parte e reparte e não fica com a melhor parte ou é estúpido ou não tem arte. E o Dr. Vitor Constâncio que há uns tempos aumentou o seu próprio vencimento, de estúpido não parece ter mesmo nada, podia era andar um pouco mais calado. Parabéns Dr. Vitor Constâncio!
Como o Ganda costuma dizer: "Ora tomem lá...!"

14 comments:

Vanadis said...

Chiça. Vamos mas é emigrar.

dharyk said...

=D

Prof. Bambo said...

Será que eles já têm o colete reflector???

Vanadis said...

Nem triângulo devem ter...

ganda said...

Pelo menos compraram antes de 1 de Julho, logo pouparam 2 % no IVA!!!

Vanadis said...

Chamem-lhes parvos...

Vanadis said...

Estas cenas já são o pão nosso de cadas dia. A democracia é assim mesmo: os ricos são livres de ficar mais ricos e os pobres não têm remédio senão ficar mais pobres.
Ganda, tu que vais para Notingham, vê se encontras o Robin Hood por lá e pergunta-lhe se não quer emigrar para Portugal...

ZP said...

Essa relação entre a democracia e as desigualdades sociais é meio absurda... não é meio, é completamente absurda!

Prof. Bambo said...

De facto!Uma coisa não tem nada a ver com a outra...
São fenómenos diferentes que podem simplesmente existir ao mesmo tempo.
Na verdade, é que acontece em grande parte dos paises civilizados por esse mundo fora...
Como é que tu lês isso Vanadis???

ZP said...

Talvez seja melhor uma ditadura estilo Saddam & companhia, onde grande parte do povo passa fome e as figuras do regime vivem em palácios com sanitas forradas a ouro... ;)

Vanadis said...

Ora, deixa-me lá, percebeste muito bem o que eu queria dizer... ;-p estava a ser sarcástica! E a querer dizer que esta pseudo-democracia em que vivemos, se existe, é só na cabeça dos mais idealistas! Porque o facto é que vivemos num mundo capitalista! OBVIAMENTE que é preferível esta pseudo-democracia a uma tirania como a que se vive em mais de metade do Mundo. LOGICAMENTE que prefiro viver num País que não comete genocídios e exterminações raciais (talvez só sociais...)! FELIZMENTE que nasci em Portugal e não na China, ou na Etiópia, ou no Congo, ou na Serra Leoa, ou no iraque, ou, ou, ou...ainda bem que sou portuguesa e não tutsi ou hutu, por exemplo...e os exemplos são tantos que a minha cabeça agora não chega para todos...
Mas que esta suposta democracia não é uma democracia, não é, pelo menos idealmente. Mas a democracia é também uma utopia...
Capitalismo, vivemos num "regime" de capitalismo.

Pecaaas said...

"Capitalismo Democrático?????"

Vanadis said...

Ora aí está uma boa definição! =D

Vanadis said...

Bem, segundo o que me foi dito, parece que eles têm o seu próprio €€€ para essas coisas...quem quer ir tirar um curso de Economia e infiltrar-se no Banco de Portugal?...=D Doce Capitalismo, que só presenteias alguns...
Mas prontos, não me posso queixar muito. Até tenho a sorte de ter uns pais que -à custa de muito trabalho duro- podem apoiar-me em termos monetários...mas começa a pesar. Não estou a ganhar nada que se veja, mas é uma delícia comprar as minhas próprias coisas (algumas, pelo menos). E o dia em que puder tratar de mim sozinha vai ser um dia de arromba.
Esperemos que esta democracia capitalista (ou capitalismo democrático?...) mo permita. Rapidamente.