Friday, December 17, 2004

Petição on line - enforcamento de cão em Almodovar

Pessoal, atentem nisto:


Local Lisboa (in Publico


Funcionários da Câmara Enforcaram Cão em Almodôvar Por CARLOS DIASDomingo, 28 de Novembro de 2004
Uma equipa de trabalhadores da câmara de Almodôvar enforcou um cão, na presença de dezenas de jovens estudantes, quando, no passado dia 11, foi chamada para recolher o animal doente, abandonado e em grande sofrimento. Os funcionários, que tinham ordem para capturar o animal, optaram por abatê-lo no local onde foi encontrado, nas traseiras da escola secundária.
Os jovens que presenciavam a cena reagiram aos gritos quando viram o cão pendurado pelo pescoço numa corda. Indiferentes aos protestos, os captores apressaram a morte do animal à paulada.
Jorge Alves vice-presidente do conselho executivo da escola secundária de Almodôvar, confirmou que no dia 11 de Novembro, o abate do animal ocorreu nas traseiras do recinto escolar e teve os alunos como testemunhas oculares. Apesar de já terem passado alguns dias os jovens - "extremamente alterados" - foram entretanto ouvidos pela GNR local, na sequência de uma denúncia que receberam da Liga de Protecção dos Direitos dos Animais (LPDA).
Arlindo Ramos, dirigente desta organização disse ao PÚBLICO que o abate do cão nestas condições lhe merece "a mais profunda discordância" . E adiantou que está a tentar averiguar junto da câmara quais os motivos que levaram os funcionários "a proceder da forma como procederam", embora reconheça que se trata de uma prática "muito corrente" no concelho, sobretudo entre as pessoas mais velhas, que "têm o hábito de matar os animais enforcando-os ou abatendo-os a tiro".
Arlindo Ramos diz que observa com frequência formas "desumanas" de tratar os animais. Recentemente foi confrontado com matilhas de cães que são utilizados nas batidas aos javalis e que se encontravam presos dentro de cercas "comendo-se uns aos outros com fome". Dezenas de animais estavam de tal forma de debilitados "que já não se conseguiam levantar" e " nem uma pinga de água tinham parta beber, em pleno Verão, só porque os donos não querem saber deles".
O dirigente da LPDA diz que, no Alentejo, a situação assume uma dimensão preocupante sobretudo nas épocas de caça, quando os cães são abandonados e às vezes amarrados às árvores por os donos os considerarem maus para a caça. Muitos dos animais acabam mortos sob os rodado das viaturas ou juntam-se em matilhas que atacam os rebanhos, causando prejuízos enormes aos pastores que não descansam enquanto não os matam.
O PÚBLICO questionou António Sebastião, presidente da câmara de Almodôvar sobre este caso, mas o autarca apenas disse que "é uma situação que está a ser tratada" e que não tem mais declarações a fazer. A GNR de Almodôvar não forneceu qualquer esclarecimento porque o comandante se encontrava ausente.


Por tal motivo, e por nada ter sido feito para punir os responsáveis, foi elaborada uma petição para enviar ao Presidente da Câmara de Almodôvar. Deixo-vos o link para a assinatura da petição (se acharem que devem, lógico) e o pedido de divulgarem a mesma. Vamos fazer barulho!!! Que Portugal é este???

O link é:

http://www.petitiononline.com/pidalm01/petition.html

Bora protestar??? ;-)

Brigado pessoal!

Ana

3 comments:

ZP said...

Já dei a minha contribuiçãozinha.

Prof. Bambo said...

Me too...

Apresentou demissão said...

Se foi morto à paulada é porque merecia!