Friday, February 09, 2007

Smart Shop!!



09-02-2007 9:02:26 in Diário Digita
lAbriu, ontem, no centro de Aveiro, a primeira smart shop fora da Holanda na Europa, que, com o nome de Cogumelo Mágico, tem à venda «drogas legais».
A notícia é avançada na edição desta sexta-feira do jornal Público, que revela ainda que, no interior do Cogumelo Mágico, é possível encontrar ervas, sementes, cactos ou cápsulas que «não estão proibidos por lei», mas que contêm princípios alucinogénicos.
A garantia é dada pelo próprio dono da loja, Carlos Marabuto, acrescentando estar convencido de que, ao comercializar estes produtos, está até a fazer um favor às autoridades policiais, uma vez que coloca à disposição dos consumidores «produtos naturais e legais».
A ideia foi importada da Holanda, país onde a venda e o consumo de drogas leves estão permitidos e no qual as coffee shops, smart shops ou as grow shops, há muito que deixaram de ser novidade.
Carlos Marabuto percebeu a oportunidade de negócio e decidiu abrir em Aveiro uma smart shop, pois, distingue o empresário responsável pela novidade do momento em Aveiro, «numa coffee shop os produtos estão prontos a ser consumidos; já na smart shop os produtos ainda têm que ser preparados»,.
Carlos Marabuto faz igualmente questão de frisar que este é o primeiro estabelecimento do género a abrir fora do território holandês, constituindo uma completa novidade em solo nacional.
«O que já existe são grow shops, como é o caso da que funciona no Porto, onde se comercializam apenas produtos para fazer o cultivo, mas não se vende mesmo as plantas», sublinha o proprietário da Cogumelo Mágico.
Nesta smart shop, é possível encontrar produtos como a erva sálvia, pronta para ser fumada ou vendida em extractos para fazer chá, kits para cultivo de cogumelos «mágicos», cápsulas de produtos naturais com princípios alucinogénicos (designadas happy-caps), cactos que contêm mescalina (uma substância alucinogénica), e chá de erva ayahuasca, «que junta duas plantas que são dos alucinogénicos mais potentes no mundo», explica Carlos Marabuto.
«São tudo produtos legais, de alta qualidade, importados de um fornecedor muito sério da Holanda», garante o proprietário da smart shop, acrescentando que, depois, há também «cachimbos, mortalhas, vaporizadores, moedores para as ervas, balanças, livros e enciclopédias que ensinam a cultivar os produtos».
Caso o negócio resulte em terras aveirenses, o empresário pondera abrir mais estabelecimentos do género noutros pontos do país, especialmente se «aparecerem sócios com capital», sendo que, até agora, o primeiro dia de negócio deixa perspectivas optimistas.
«Até nem esteve nada mal, em termos de clientela», resume Carlos Marabuto, inclusivamente, «alguns» curiosos, «nomeadamente, um senhor de 60 anos a quem explicámos o que eram os produtos e que, no final, declarou que no tempo dele não havia nada disto».
O estabelecimento comercial está classificado como «ervanária especializada, com entrada interdita a menores de 18 anos», especifica o comerciante, situação que, no entanto, não impediu que o funcionamento da loja esteja já a ser acompanhado «pela PSP, em coordenação com a Polícia Judiciária», revelou o comandante da PSP de Aveiro, Sérgio Loureiro.

P.S. Obrigado Sylvia pelo Update! :D

2 comments:

Vanadis said...

lololol, aveiro radical!! Pois,entretanto (segundo as noticias de ontem, sexta feira) a policia já lá fez uma rusga! Bem, toda a publicidade é boa publicidade, lolololol, aposto que essa loja vai andar bem movimentada nos proximos dias!

Sylvia said...

Fico à espera de visitantes!!!! :-)