Tuesday, December 22, 2009

Responsibilities of 21st-Century Scientists

Acabei de receber um tweet do Biological Science (@BiolSciNews) sobre um texto com o título "Responsibilities of 21st-Century Scientist" escrito por Thomas E. Lovejoy (aqui).

Gostei de ler este texto, fala sobre a responsabilidade dos Ciêntistas saberem comunicar a ciência de forma simples para o público em geral e também de forma concisa e relevante para "decision makers"

Cito: "We certainly have a responsibility to share knowledge with public officials and other leaders. Otherwise how can we possibly expect policies that logically derive from the work? That requires very different language, i.e., simple and straightforward, whereas our normal implication is to present things with great complexity with all kinds of ifs, buts and maybes."

Outro ponto que achei interessante, e que é uma coisa a que, embora para mim seja uma questão de idoneidade e de etica pessoal para outros não representam nada, tenho prestado especial atenção depois de ler o livro "Bad Science" (Ben Goldacre) e de seguir os seus blogues e tweets. Refiro-me não só aos investigadores que se baseiam em falácias e em falsos estudos ou estudos mal-feitos , como também aos criticos crónicos de tudo e mais alguma.

Citando Lovejoy outra vez: "Almost all coverage helps. An exception is the deliberately incorrigible contrarian. In my view trying to address or correct their misstatements often draws more attention to them."

com votos que a Ciência seja mais transparente no ano 2010

Cumps

G

1 comment:

Vani said...

Apoiado!!!! :) Pela minha parte, continuarei a espalhá-la por onde passe :D

Pena que ser-se comunicador de ciencia aqui, em Portugal, não seja uma profissão levada a sério (ainda).