Thursday, May 20, 2010

Naturally Obsessed: The Making of a Scientist

I had this link on my favorites for quite some time now.

If you are a Scientist you should see it. You will probably relate to it.

If you are not a Scientist you should see it as well. It will help you to understand the day to day of a scientist.

I leave you with a small exert of the film.


7 comments:

Andie said...

hello! ;-)

se me permites, my two cents! :-)

Eu já vi este filme há uns tempitos.
Embora tenha achado que a mensagem que passa é principalmente mostrar que ser grad student requer sacrifício (independentemente do tipo de sucesso individual alcançado), eu achei que este filme era um pouco "biased".

Para já o ramo de cristalografia proteica é muito ingrato (resolver uma estrutura de uma proteína através da sua cristalização e posterior (bem sucedida) difracção a raios-x, é mesmo obra!).
Neste sentido, achei que o filme explora com demasiada facilidade o sentimento de fracasso numa área que dá mais fracassos do que sucessos. Portanto torna-se demasiado evidente o sentimento de sacrifício.

Por outro lado, é a realidade americana. DIferente da europeia, e dentro da europeia ainda há grandes diferenças.

Na minha singela opinião, o filme tem piada mas ainda não conta a história toda....

Vani said...

eheheh, só dás trabalhos de casa pá...

olha, tb te vou dar uns... espreita o canto do Carlos Fiolhais e companhia, o de Rerum Natura. Interessa a qq cientista e cientista desiludido e afins lol. É excelente em termos de divulgação.

Já viste os videos dos anuncios da BioRad e do PCR?? eheheheh!!
Scientist united for a better pcr ehehehe! ^_^

Espreita também o blogue Fossa Céptica ^_^

Tenho aprendido imenso só com estes dois cantos ehehe.

Vani said...

O que é dito no video?...legendas, faxavor!

Aquele pessoal não usa bata?? o_0

Vani said...

A área retratada é a da cristalografia?

ganda said...

@Vani o filme fala da história em particular de um aluno, mas com mais intervenientes, que está a fazer um PhD em cristalografia.

@Andie Olá e bem vinda! Acho q estás correcta naquilo que dizes mas peca por pouco. É verdade que o filme mostra os sacrificios dos alunos de doutoramento. Mas os três alunos que estão no filme acabam todos por ter destinos diferentes.

Um consegue o sucesso na área académica, outro sai um pouco desencantado com a academia e torna-se science consultant, e outro desiste do doutoramento pq não tem perfil de ser autonoma. acho Esta a mensagem mais importante do filme.

Sobre a realidade dos states não posso comentar pois tenho pouco conhecimento, mas sei de pessoas na Europa cujas frustrações e sucessos são em tudo semelhantes. Aliás consigo arranjar exemplos só olhando para os meus colegas de curso.

Mas não haja dúvidas que em ciência há mais frustração do que sucesso.

abraços e beijinhos

ganda said...

@andie, eu vi logo que me eras familiar senhora Andrea Gonçalves! :P:P

Vani said...

Não olhes pra mim, não sirvo de exemplo ahahahah! ;-) assinado, a desiludida sem perfil para estar enfiada num lab