Saturday, August 06, 2005

Água, procura-se!



Bioquímico que se preze conhece as propriedades mirabolantes da água, aquela moléculazinha com um átomo de Oxigénio e dois de Hidrogénio, responsável máxima pela vida no Planeta Azul. Já todos conhecemos o adágio: onde há água, há Vida. O que significa, também, que se a água desaparece, some-se a Vida que dela depende.

Sabendo de antemão a importância que este líquido tem na simples manutenção da vida na Terra, porquê então esta fase de negação e de leviandade que só resulta no puro desperdício? Qual é a lógica que move o Homem Do Presente na direcção desse desperdício? Não, a desculpa da ignorância já não pega. Estamos mais do que avisados! A água, a este ritmo de consumo irresponsável (ia pôr inconsciente, mas será que o é mesmo? fartos de saber estamos nós!!), VAI DESAPARECER. É QUE VAI MESMO!!!
Quantas vezes será preciso gritar isto para que as massas se conscientalizem do futuro que as espera?? Quantas vezes se terá de repetir que se evite ao máximo o desperdício puro, que se racione, que se minimize, QUE SE POUPE, para evitar a desgraça futura??
Não vale a pena, sinceramente. O ser humano só há-de aprender quando o Apocalipse chegar. E mesmo assim...

Eu vou continuar a gritar. E não só para a água. É que não quer ver o dia em que a minha família e amigos, presentes e futuros, se desfazem e desaparecem antes de tempo por pura estupidez.

4 comments:

Vanadis said...

E as tão anunciadas medidas de poupança de água no Algarve?? Pois é, a poupança é tanta que todas as noites, sem excepção, lá estão os santos regadores a regar o asfalto. É que nem sequer é o raio da relva (ainda me hão-de explicar p que é q esta ervazinha daninha serve)!! É o asfalto!! Com que então, poupança???
Depois expliquem os netos porque é que lhes negam um copinho de água..."é quer, sabes, o avô deixou-a cair toda na estrada".

IRRA!!! Desculpem o desabafo,mas estas cenas enervam-me. A desgraça está eminente e os gajos continuam sem fazer nada. Um dia será tarde de mais. E quem é que paga as favas então? Pois, o Zé Povinho.

IRRAAAAAAAAAAA!!!!!

Vanadis said...

E o raio dos campos de golfe???

"ah, sabes, o avô gastou a água toda nuns campos com buraquinhos para os senhores ricos -sabes,os únicos senhores que agora podem beber toda a água que quiserem- lá enfiarem umas bolinhas"

E a lista continua.

Desafio-vos a deixar aqui uma ou outra medida de poupança, ;-). Aqui vão umas, só para começar:

* Atenção ás torneiras que ficam a correr interminávelmente eqrto se lava a loiça. *

* Atenção ás torneiras que ficam a pingar; tudo o que pingarem, parecendo que não, é muita água perdida.*

* Para quem puder, uma máquina de lavar loiça é o ideal: poupa-se em água e em energia.*

* Esqueçam os banhos de imersão. Poupa-se água e tempo.*

*Atenção aos autocolismos que vertem. Mais vale desligar a torneira.*

Vá, agora vocês. Medidas de poupança e prevenção, precisam-se. E, já agora, denunciem desperdícios flagrantes que tenham tetmunhado.

Revoltem-se! Lutem pelo futuro!!

:-)

Vanadis said...

Bem, acho que inflamei demasiado o discurso, LOL.

Outra cena que me revolta: as bermas da estrada, na Ria Formosa, impregnadas de entulho e lixo. Era de esperar que, ao menos naquela zona protegida, as pessoas tivessem um pouco de tino.

Cada vez acho mais que precismaos de um ditador tirano em certos aspectos, tipo mandar para a choça quem faz lixo, só há x de água para toda a gente (a suficiente para as necessidades diárias, mas de modo a não dar azo a desperdícios), multas para quem não recicla, etc, etc. Obviamente que numa comunidade utópico isso funcionaria, porque os cidadãos teriam consciência e os governantes não seriam verdadeiros tiranos, apenas zelosos. Mas isso só mesmo em Utopia.

Anonymous said...

Ficava mais preocupado se faltasse a cerveja... (RedFox)