Thursday, October 14, 2004

cursos de 3 anos...

Havia e há muitos temas actuais para falar tipo:
Marcelo fora da TVI;
Portugal empata com o lichenstein;
Portugal goleia a Rússia;
A morte da pequena Joana;
Pagamentos nas SCUTS;
etc, etc.
Mas agora que grande parte da nossa audiência está de uma maneira ou de outra ligada ao ensino universitário e ao que tudo se pode retirar deste ensino, como qualidade de vida, empregabilidade etc.

Declaração de Bolonha, significa uniformização dos curso e valências destes mesmos cursos. Cursos com menor número de semestres e com um ensino centrado no estudante. isto significa que os alunos têm de fazer mais trabalho fora do local de ensino. implica que os alunos mudem a forma de estudar, e principalmente que os docentes mudem a forma de ensinar.

Ok, mas o q é que isto vai mudar? bom primeiro a uniformização dos cursos vai seguir provavelmente o sistema anglo-saxónico, que é o mesmo que dizer que é o sistema inglês. neste sistema, não há designação de licenciatura, mas sim de Bachelor (bacharelato). os curso são na generalidade de 3 anos. segues directamente para mestrado ou Master, que se o fizeres em full-time dura um ano, e em part-time dois.

ou seja no reino unido um tipo em 4 anos pode ser Master (=mestre) enquanto q em portugal isso demora pelo menos mais 2 anos.

as diferenças estão na experiência prática. um gajo que é mestre no reino unido tem a mesma experiência que eu, um "simples" licenciado.

A questão é daqui para a frente, um gajo q tire os novos cursos em 3 anos, sairá como licenciado?
terá essa pessoa as mesmas qualificações que os actuais licenciados? e se sim será justo? grandes questões se levantam a volta desta temática.

Como as coisas estão, principalmente para mim e pessoas na mesma situação que eu, são questões certamente pertinentes.

Quando a gente vê nas noticias um miúdo de 17 anos que ainda há 6 meses pouco sabia de ciência, já vai a um congresso de Bioquímica apresentar o trabalho num poster e vai ter o nome num artigo publicado numa revista ciêntifica, a minha pergunta é?
Quanto tempo é necessário para nos tornar-mos ciêntistas? 6, 4, 3 anos ou 6 meses?

"Ora Tomem Lá"

4 comments:

GURU said...

Acho, que este assunto é uma faca de dois gumes. E se por a declaração de bolonha nos coloca ao nivel dos outros paises da europa, acho que os futuros licenciados, engenheiros e pos ai além saem cada vez com menos noção do que é o mercado de trabalho. E isto levanta outra questao, cada vez menos as empresas estao dispostas a serem elas a acabarem a formação das pessoas e de modo a que possam entrar no mercado de trabalho.

portem-se

Prof. Bambo said...

Na verdade, ainda pouco li sobre o assunto de modo entendo não me devo pronunciar se esta alteração na longevidade dos cursos será benéfica ou fazer ainda pior.
Mas sobre a situação actual entendo que as coisas não vão bem.Sempre fomos muito pouco práticos e pelo que oiço dizer é Portugal que tem as licenciaturas com 4,5 e até 6 anos.Ora,nada justifica esta situação.O meu curso por exemplo melhor estruturado pode-se tirar em 3 - vá lá 4 anos - dando prevalência a cadeiras mais práticas.E assim como o meu há muitos outros que serão assim.
Portanto vamos "aguardar com serenidade"(como diz o outro!) na esperança do sistema de ensino em Portugal melhorar...

Prof. Bambo said...

Na verdade, ainda pouco li sobre o assunto de modo entendo não me devo pronunciar se esta alteração na longevidade dos cursos será benéfica ou fazer ainda pior.
Mas sobre a situação actual entendo que as coisas não vão bem.Sempre fomos muito pouco práticos e pelo que oiço dizer é Portugal que tem as licenciaturas com 4,5 e até 6 anos.Ora,nada justifica esta situação.O meu curso por exemplo melhor estruturado pode-se tirar em 3 - vá lá 4 anos - dando prevalência a cadeiras mais práticas.E assim como o meu há muitos outros que serão assim.
Portanto vamos "aguardar com serenidade"(como diz o outro!) na esperança do sistema de ensino em Portugal melhorar...

ganda said...

A questão de em quanto um curso pode ser tirado, depende muito de cada pessoa. E posso dar-te exemplos: a diferença entre a Bárbara, o Daniel, JD, Vitor eles fizeram o curso em 4 anos e eu por exemplo fiz em 5 por opção. No entanto podia ter feito em 4 da mesma forma.

A questão que se prende aqui, e que se calhar diz respeito aos já e actuais licenciados é a receptividade ao mercado de trabalho e a competição que os "novos" licenciados de 3 anos podem exercer sobre os outros?

Atenção que quando a gente fala que podem desaparecer os Bachareis isso não é bem verdade. O nome Bacharel é utilizado para denominar os curso no Reino Unido e não seria de estranhar que adoptasse-mos essa denominação.

Terá um Futuro licenciado de 3 anos, à luz de Bolonha, as mesmas competências do que eu?