Saturday, November 13, 2004

Olá caros colegas... O Gandara estava admirado como poderá o Bush ter ganho as eleições então aqui vai uma possivel explicação:  Posted by Hello

50 comments:

ZP said...

Eu também gostava que o Kerry tivesse ganho as eleições, mas esta tabela dá vontade de rir, parece que foi feita de encomenda. Acho incrível a maneira como se chama burros aos habitantes de determinados estados e inteligentes a outros, como foi feita esta estatística? Não é natural que uma população rural que vive fora dos grandes centros urbanos e de certo menos instruida tenha valores de QI inferiores? Não é natural que essa mesma população que teve uma educação diferente pense de forma diferente? É legítimo chamar-lhes burros? O Bush foi eleito democraticamente, logo há que aceitar e respeitar a decisão dos americanos, pois essa história do QI tem muito que se lhe diga.

D.G said...

nem mais!!! ja agora...se fossem para levar em conta estas "estatisticas" sabes k fizeram um estudo pareciado na europa....sabes qual foi o QI medio dos tugas??? digamos k ficava abaixo dos adpetos do Bush...mas tb...la eles tem eleiçoes...aqui temos um sistema novo...nomeaçoes!!!!

Duarte Molha said...

Zepe... Não sei se a estatistica é completamente verdadeira agora pois os resultados de QI são de final dos anos 90 e portanto pode have alguma discrepância agora a tua explicação dos resultados ter haver com o meio rural e portanto seria normal os meios rurais terem resultados inferiores desculpa mas n faz sentido uma vez que o teste de QI não toma em consideração a tua educação... é por isso que se considera um teste de inteligencia... Se esses testes dependencem da tua educação não seria uma medida valida de testar a inteligencia de cada um...

Um abraço,

Duarte Molha

Duarte Molha said...

B.G. ... é verdade que fizeram um estudo semelhante para a europa em 81 pelo que consegui encontrar e ao contrario do que disses o IQ médio português foi de 101.6...bem a meio da tabela...
Eu posso estar a cair na já comum visão de que os Americanos são burros... mas tu estás a cair no tb tipico caso de os portugueses gostarem de dizer mal de si mesmos... Estamos, ou pelo menos estávamos na altura desde estudo, bem dentro dos padrões europeus!!!

Mas o que é mais interessante neste estudo é que mesmo os paises europeus com a media mais baixa de IQ, os valores são bem superiores aos valores mais baixos dos teste americano...
Agora voçes tirem daí as conclusões que quiserem... eu já tirei as minhas pois acredito que só mesmo alguém que n bata muito bem da bola consegue achar que é uma boa ideia colocar o parvalhão do bush no poder novamente...

Para quem acha que estou a inventar em baixo podem encontrar a lista do estudo europeu e um extrato retirado de um livro acerca do IQ americano:

mean Stdev Normalized IQ Means
Holland 109.4 16.1 105.9
Germany 109.3 22.4 105.8
Poland 108.3 29.7 105.2
Yugo. 105.7 34.1 103.6
Sweden 105.8 25.8 103.6
Italy 103.8 35.2 102.4
Austria 103.5 15.3 102.2
Switzer.102.8 19.4 101.8
Portugal102.6 18.7 101.6
GB 102 19.3 101.3
Norway 101.8 11.6 101.1
Denmark 100.7 13.3 100.4
Czechos 100.4 25.9 100.3
Hungary 100.5 21.4 100.3
Spain 100.3 34.7 100.2
Belgium 99.7 23.6 99.8
Greece 99.4 25.6 99.6
Ireland 99.2 17.3 99.5
Finland 98.1 26.6 98.8
Bulg. 96.3 34.7 97.7
France 96.1 27.1 97.6

"In world averages, the US has the highest national income, but an IQ average of only 98. US IQ is below that of many other countries, including relatively poor China. Like Hong Kong, Taiwan, and Singapore, the US is largely a country of immigrants, and average IQ in the US may well be higher than in many of the countries from which the migrants came (as from Latin America)." - http://sq.4mg.com/IQdifferences.htm

ganda said...

Parece que a eleição de Bush está a gerar (finalmente) alguma discussão neste blog.

Sem querer defender ou acusar ninguém, parece-me que a re-eleição de G.W.Bush foi mais que clara. O escrutinio assim o ditou tend G.B. mais votos e mais lugares conquistados no senado (ou whatever).

Para nós Europeus (e não todos) parece-nos um pouco absurdo como o povo americano escolheu Bush. No entanto há que ver que nós temos uma educação e vivência diferentes do que a maioria dos americanos. E isso quer se queira quer marca a diferença. Europeus e americanos tÊm visões diferentes do mundo, tal como Bush e Kerry tinham.

Em relação ao IQ:

1º "For decades that a lot of emphasis has been put on certain aspects of intelligence such as logical reasons, math skills, spatial skills, understanding analogies, verbal skills, etc. The knowledge that IQ is a genetic given that cannot be changed by life experience, and that our destiny in life is largely fixed by these aptitudes."

2º "That argument ignores the more challenging question : What can we change that will help our children fare better in life ? What factors are at play when people of high IQ flounder and those of modest IQ do surprisingly well ?"

3º "...fortunately at the decade of arriving the millennium it is agreeable among knowledgeable people that the difference of the success quite often lies in the abilities called emotional intelligence. This includes self-control, zeal and persistence, and the ability to motive oneself."

Eu sempre achei o IQ (ou QI), mas é um facto que ele existe e é aceite. Embora o IQ não justifique tudo (ou nada), os psicologos sabiam isso e então arranjaram outro parametro (não mensuravel) que permite conjugar o IQ com o que realmente acontece - O EQ (emocional quoeficient). Este parametro é variavel de acordo com a vivência e com a educação. É muito mais curioso do que o IQ, e vale a pena ler um pouco sobre isto "EQ vs IQ" Aqui -->(http://www.voctech.org.bn/virtual_lib/Programme/Regular/Emerging99/EQ%20Vs%20IQ.htm)

Vanadis said...

Sou da opinião do Ganda.

E é como disse o outro: votar no bush é como votar em ter um cancro; votar no Kerry é como votar em ter um ataque cardíaco...

Quanto ao QI (ou IQ), nunca vi maior patetice...como se pode medir algo que ainda nem sabe o que é? Existem inúmeros tipos de inteligência! Há quem tenha mais de um, menos de outro...

A definição mais aceite para inteligência é: "Capacidade de adaptação a novas situações". Sejam elas quais forem. E esta definição acaba por abarcar inúmeras capacidades da mente.

Quanto ao QE, aí sim, aí já nos entendemos...;-). Porque uma pessoa pode ter um QI de rebentar a escala (segundo os padrões de QI actuais), mas ter um QE tão baixo que...acaba por não saber aproveitar a ferramenta que a genética lhe legou... ;-)))

ZP said...

Duarte, apesar de não perceber nada de psicologia, não concordo de maneira nenhuma contigo. Os testes de QI valem o que valem, e gostaria mesmo de saber como foi feita esta estatística. É óbvio que os resultados de um teste de QI feito a um professor universitário são de certeza mais altos que os resultados obtidos por um pastor de cabras de Trás-os-montes, por exemplo. O raciocínio do professor universitário deve estar certamente muito mais desenvolvido para resolver os testes matemáticos e afins, usados de forma ridícula como medidores de inteligência, mas que não os torna donos da verdade.

Quero apenas com isto dizer que mais de 50% dos americanos votaram em Bush com toda a legitimidade e nós só temos que aceitar e respeitar. Em vez de os chamarmos burros devemos tentar perceber o que os levou a votar Bush.

Tal como o Devin disse, nós temos um PM que foi nomeado e não eleito nas urnas, e trata-se de um PM em quem eu nunca votaria, mas se ele for às urnas e ganhar, não admito que nenhum americano, inglês ou chinês chame o povo português de ignorante e burro.

ZP said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Duarte Molha said...

OK, OK...Paz people!!!! Todos sabem que eu sou um bocado anti-americano e ultimamente cada vez me chateio mais com eles por pensarem que são os guardiões do mundo e só eles sabem o que é bom para todos nós... é claro que o Bush foi eleito (desta vez não há sombra de duvida...) e só espero que para o bem dos americanos e de todos nós começe realmente a agir como um bom cristão e a parar de fazer esta cruzada para libertar os infies e impedi-los de se afogarem no seu crude....

vbaptista said...

Bem, após tanta discussão e depois de tanto se ter dito, aqui fica a minha singela opiniao.
Nenhum outro pais tem o dever ou a moral de criticar a opções dos americanos (cidadãos) na escolha do seu presidente. Podemos no entanto lamentar...
A maior parte das pessoas esquece-se que a América sofreu um ataque terrorista durante o mandato de bush e ele quer seja bom ou mau presidente conquistou muitos dos seus eleitores com a sua reacção energica. É certo que a reacção, nao passou para além disso, de calar mutidões e de rapidamente arranjar um culpado... è obvio que as politicas do Bush, estao a afundar o pais em dividas e a isola-lo cada vez mais do mundo, mas isto do ponto de visto de um americano é mau porque? eles estao convencidos que nao dependem de ninguém, logo quanto maos puderem demonstar isso melhor... Eles, tal como nos e muitos outros paises nao sabem o que se passam a nivem de finanças do pais. Eles continuam a viver bem, demonstar através da força o que acontece quando se metem com eles, logo... A questão é:

Qual o preço a pagar por isto?

Quais as consequencias num futuro a médio longo prazo?

Em relação ao oponente de Bush, é mais liberal é certo. Mas é minha questão é será que os américanos nao o conhecerão melhor que nos e terão as suas razões para votar na continuidade?
Na minha opiniao, é certo que preferia o Kerry ao Bush. Mas sérá que este merecia a minha confiança... Não seria o facto de nem um ou outro prestarem e nós aoenas queremos ver algumas mudanças?

EM relção aos teste de QI, tal como o proprio nome diz é somente um teste feito em condições esoecificas com determinado tipo de problemas que alguns estão mais aptos para resolver que outros.
Mais uma vez e na minha humilde opiniao é preciso muito mais que um teste para quantificar a inteligencia de um ser humano... e nao teremos nos capacidades diferentes em diferentes áreas...

Não tem sido isso que tempermitido a selecção natural... pequenas mutações que nos tormam mais aptos a enfrentar o mundo...

Espero ter levantado ou reacendido algumas questões...

portem-se

ZP said...

Ok Duarte, paz! :P
Só mais um comentário à tua expressão "anti-americano". Não me leves a mal, mas para mim o anti-americanismo (que agora está muito na moda) não passa de ignorância. Independentemente da política externa do Bush ser uma m*rda e de sermos todos contra a guerra do Iraque, os EUA são o país que mais contribuiu para a paz mundial no século XX, e isso ninguém pode contrariar.

Vanadis said...

Eu diria que os EU são também um dos países que mais contribuiu para a guerra...ok, também contribuiram para a paz...mas muitas vezes foi para limpar a porcaria que fiuzeram! Quem foi que pôs o Saddam no poder? Quem foi que criou o Bin Laden? Ainda não há meio século os gajos eram "amigos" dos EUA!
Concordo com o ZP quando este diz que os americanos lá sabem da vida deles e lá terão as razões deles para votar em quem votaram. Eu também não gostaria muito que chamassem burro ao povo português. Mas vamos lá a ser sinceros: o tuga médio é pimba e burro. O americano médio ainda mais. ;-p

D.G said...

Bem em relação ao QI, já vi k cada um tem as suas "estatísticas" k valem o k valem...eh td mto relativo como dizia o outro lol
Consigo explicar este anti-americanimos (uma doença k tb sofri ate a uns 6 anos atrás) pelo facto dos EUA serem um pais k FAZ alguma coisa...bem ou mal (isso depende do ponto de vista de cada um) faz, age, tenta fazer algum para sim e para o mundo) ao contrario de mtos se não todos...k só ficam a ver e a dar opiniões..e a nomear comissões etc etc....e sim quer queramos quer nao...sao os melhores em quase td...senao mesmo em td....e nos todos fazemos parte da cultura americana quer queiramos quer n (tirando claro algumas aves raras do bloco esquerda k passam a vida a destruir McDonalds e cenas assim lol - tou a brincar)
em relação as "guerras k criaram", ah tb k n esquecer k na II grande guerra...se os estados unidos tivessem o nível de pensamento k mtos europeus agora defendem (METEREM-SE NA SUA VIDA E N CHATEAR OS OUTROS) hoje em dia podíamos ainda viver num regime NAZI , liderado por um senhor k tb foi DEMOCRATICAMENTE ELEITO!!! Por acaso alguém sabe qual foi o nº de baixas americanos numa guerra k n era a deles??? Acho também k propaganda (Fahrenheit 9/11) política baseada em ficção como a do Michael Moore (pelo menos mais de metade do filme como já foi comprovado por fontes neutras do próprio partido democrático) eh k faz com k gajos como o Bush vençam as eleições! …ah eh verdade sou anti-Bush ….da mesma maneira k sou anti-Portas!!!lol

ZP said...

Ora bem Devin, agora disseste muita coisa. Infelizmente as pessoas lembram-se mais facilmente de quando os EUA fazem a guerra do que quando fazem a paz. A II guerra mundial é um bom exemplo, mas não é preciso recuar tantos anos. Analisando a história recente anterior ao George W Bush, já ninguém se lembra dos processos de paz no médio oriente quase sempre mediados pela casa branca, ou da intervenção militar da NATO no Kosovo liderada pelos EUA para evitar uma limpeza étnica, ou da intervenção militar na Somália para garantir a entrega de ajuda humanitária à população que morria à fome e que custou a vida a muitos americanos. Já ninguém se lembra do prémio Nobel atribuído ao ex-presidente americano Jimmy Carter há 2 anos atrás pelas décadas de esforços para encontrar soluções pacíficas para conflitos internacionais, e pela defesa da democracia e direitos humanos.
Continuo na minha, nenhum outro país contribuiu mais para a paz mundial na história recente do que os EUA. Não confundam anti-bushismo com anti-americanismo, e passamos a falar na mesma lingua. ;)

ganda said...

Os esforços para a Paz dos EUA são notórios... Mas há que ver que os EUA têm sempre, mas sempre interesses económicos por trás... Não é preciso ser muito inteligente.
É verdade o que tu dizes em relação à ajuda humanitária e à mediação da paz no médio oriente (mas n te esqueças dos interesses). Na II Guerra Mundial, concordo que devemos agradecer a ajuda, mas não te esqueças que mais de meia Europa ficou (e ainda está) a dever dinheiro aos EUA... É assim...
Mas de qualquer forma eu não os critico em relação a isso, os estados, paises, e as pessoas em geral não são altruístas... Se calhar tu e eu pensamos que somos mais altruistas que eles, mas essa é uma visão muito romantica das coisas... Raramente o ser humano dá a mão sem pensar o que pode ganhar com isso, nem que seja ouvir um "fico a dever-te uma"...

De qualquer forma, não sou anti-americano, nem sequer anti-bush, preferia que tivesse outro no poder, mas se formos ver bem as coisas eu não sou americano, não tenho voto na matéria...

Duarte Molha said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Duarte Molha said...

OK, tinha pedido paz mas esta discussão levou-me responder novamente. Sei que sou teimoso e neste ponto ainda mais... Agradecer aos americanos a mediação nos processos de paz do medio oriente em que aspecto???!!! É pelo apoio que os estados unidos dão a Israel que as coisas estão no estado que estão em que o Sharon cria muros e isola um povo em condições miseráveis e muitos poucos paises levantam a voz contra este processo de isolamento (sim, sim já sei a história... eles estão só a proteger-se contra os palestinianos que são TODOS terroristas).
Agradecer a America pela 2 guerra mundial???!!! Só se estivesse doido! Eles só entraram na guerra após o Japão lhes ter destruido metade da frota do pacifico no ataque a Pear Harbour.
Hoje temos o Iraque no estado em que está, o Afeganistão como o maior produtor de Opio do mundo, governado por chefes tribais e com um governo fantoche colocado pelos americanos no poder!
O Irão e a Coreia a desenvolver armas nucleares Genocidio do Sudão metade do mundo a viver em condições miseráveis e os estados Unidos a criar dividas que dificilmente conseguem pagar ao banco mundial (SIM A ECONOMIA DOS ESTADOS UNIDOS AFECTA A TODOS!!!!!!!!!)
Tudo bem... eles lá têm o direito de escolher quem quiserem agora n me peçam para lhes agradecer por nada...
Tenho dito...
Duarte Molha

ZP said...

Claro que muitas vezes os EUA têm interesses económicos por trás, mas aposto que todos os anti-americanos em Portugal apregoaram a ida de tropas americanas para Timor Leste durante a onda de violência após o referendo, e aplaudiram efusivamente a atitude dos "amigos" australianos. São esses mesmos "amigos" que neste momento estão a usurpar todo o petróleo e gás natural do mar de Timor. É perfeitamente natural que um país que entra numa guerra tenha alguns interesses económicos, não acontece apenas com os EUA.

Duarte, quando falei nos processos de paz no médio oriente, foi na história recente ANTERIOR A BUSH. Mas mesmo assim há muito a dizer sobre aquele conflito do que simplesmente chamar aos palestinianos "povo mártir e oprimido".

ganda said...

George Bush vai a um colégio falar sobre a guerra. Após o discurso, diz às
crianças que podem perguntar o que quiserem. Um menino levanta a mão e Bush
pergunta qual o seu nome.

- Meu nome é Bob.

- E qual é a sua pergunta, Bob?

-Tenho 3 perguntas: Primeira, por que os EUA invadiram o Iraque sem o apoio da
ONU? Segunda, porque o senhor é presidente se Al Gore teve mais votos?
Terceira, o que aconteceu ao Bin Laden?

Quando Bush se preparava para responder à pergunta, tocou o sinal do recreio...
Bush disse às crianças que continuariam depois. Acabou o recreio e Bush
pergunta:

- Onde estávamos? Ah, sim! Estávamos nas perguntas. Alguém quer me perguntar
alguma coisa?

Outro menino levanta a mão. George Bush pergunta-lhe o nome.

- Steve.

E qual é a sua pergunta, Steve?

-Tenho 5 perguntas: 1ª - porque os EUA invadiram o Iraque sem o apoio da ONU?
2ª - porque o senhor é presidente se Al Gore teve mais votos? 3ª - o que
aconteceu com Bin Laden? 4ª - porque o sinal do recreio tocou 20 minutos antes?
E 5ª - Onde está o BOB?

Duarte Molha said...

Uma correcção... eu não estou a disser que os palestinianos são isentos de culpa no processo de paz apenas disse que é devido à posição preferencial que os americanos colocam Israel que aquela zona do globo ainda não estabilizou... Se ambos tivessem a ganhar com o terminar as hostilidades já se teria resolvido a situação no entanto como Israel tem o apoio dos EUA continua a anexar território que n é dela e a criar mais hostilidades com os Palestinianos.
O apoio preferencial dos EUA a Israel n começou com o Bush mas tem sido ponto assente com todos os Presidentes Americanos deste a formação desse Estado!

Em relação a Timor por favor não coloquem Timor e o Iraque no mesmo bolo pois n tem nada haver uma coisa com outra... Timor escolheu por esmagadora maioria que queria ser independente de um Pais invasor que usurpou o povo e os seus recursos. Em grande parte o culpado de timor ter sido invadido foi devido a forma apressada como portugal se ter retirou de todas as suas colónias. Temos culpa no cartório e eu agradeço a todos os paises que ajudaram no processo de independencia de Timor leste incluindo os EUA. No entanto o processo de independencia de timor em nada tem haver com o que se passou no Iraque, não existiu à partida uma mobilização do povo Iraquiano em direcção a uma mudança de regime. Isso faz com que os Invasores (EUA) sejam entendidos como usurpadores dos seus recursos e mobiliza as pessoas para defenderem o seu território. Onde estão os ataques terroristas em Timor? Os incidentes que ocorreram em timor foram em grande parte provocados pelos Indonésios a viver no território que viram a sua posição fragilizada com a independencia.
No Iraque os Insurgentes são na sua maioria pessoas que querem o seu pais de volta, que acreditam que os EUA estão a roubar o seu pais e mobilizam-se para o defenter. São Ultra-nacionalistas e não uma massa enorme de Terroristas como os americanos nos querem fazer acreditar. E quanto mais tempo os americanos ficarem na região pior para eles e para o mundo ocidental pois a forma mais rapida de recrutamento de terroristas é uma bomba americana matar a tua familia...
Até eu agarrava numa arma e me tentaria vingar... agora imaginem esta situação na cultura arabe e multipliquem o problema por 100.

ZP said...

Duarte, tu andas a precisar de óculos pá! Distorces tudo o que eu digo... eu falei em Timor em resposta ao Ganda quando ele disse que as acções de paz dos EUA tinha sempre interesses económicos por trás, nunca comparei a situação de Timor com o Iraque, pois são situações completamente diferentes. E como eu também já disse, não sou a favor da guerra do Iraque, apenas acho que ser anti-Bush e anti-guerra é uma coisa e ser anti-americano é outra coisa completamente diferente.

Duarte Molha said...

Ok Zepe... Desculpa se não te entendi muito bem, mas pelos vistos tb n me entendeste bem ao disser que eu achava que os palestinianos eram apenas um povo inocente e oprimido...
Um abraço,
Duarte

ZP said...

OK, nesse caso estamos empatados. :P

Porta-te, um abraço!

Anonymous said...

Olá BQs e afins!!!
Daki é a Natasha, que só hoje descobriu esse 'terrível' debate que está acontecendo nesse BLOG!!!!!
Ainda não sei como é q a BBC ainda não fez uma sondagen de opiniões entre vocês!!!! Hehehehehe.

Tenho que jogar limpo: fui eu a causa de toda essa confusão, uma vez que fui eu que enviei ao Duda o gráfico que está no início da página...pois, pois.. mea culpa..mea culpa!!!!

Mas está feito, nada mais posso fazer. Pensando melhor, n me arrependo, porque assim vos dei um bom forúm de discussão e finalmente o blog do Gandara ficou bastante populado!!!! Hehehehehehe

A minha opnião sobre o assunto é mais ou menos como a do Vitor, e por isso como estou no meio, nada vou acrescentar a esse magnifico debate!

Mas já agora, como é q o nosso 'novo PM' tem se portado? O antigo tenho lido nos jornais q esta cada vez mais enrolado c o parlamento europeu...humm, wonder why....
beijocas,
Tasha

D.G said...

toda a gente sabe k se devia intervir na correia do norte e no sudao! agora quem vai la??? alemanha, frança??? era bom era.....esses so dao opiniao e ajudam na reconstruçao pra ver se ganham algum!!!
essa dos interesses economicos...mas ah alguem k acha k hoje em dia faz-se alguma coisa sem ser por isso???? tipo DAH....claro k eh juntar o util ao agradavel....ouviram bem o UTIL....ou ah aqui alguem k concordava com o regime iraquiano e afegao??? matar a populaçao com gas ...vales comuns com centenas de prisoneiros que apenas discordavam do regime(n vos faz lembrar nada...tipo um senhor alemao com bigode..k tb no inicio n davam mto por ele..desde k ele n chateasse os outros paises)...ja pra n falar da maneira "simpatica" k tratam o sexo feminino!
ja agora acho k a maioria sabe o pk do nao françes a guerra no iraque...pra alem do facto de a maioria do povo ser contra (perdiam as eleiçoes) têm ou melhor tinham grandes investimentos/negoçios com o iraque!
e pra tirminar ah k lembrar o prmeio nobel da paz k morreu a pouco tempo...k entre outras coisas foi o pioneiro em sequestro e destruiçao de avioes comerciais! ao menos em israel tem la eleiçoes e a merda vai mudando...agora na palastina!!! vomos la ver se eh desta...

D.G said...

"No Iraque os Insurgentes são na sua maioria pessoas que querem o seu pais de volta" lol eles podem querer o seu pais de volta..mas n pegam em armas e viram suicidas...como se bem viu na invasão do iraque...em k quase ninguém ofereceu resistência e mais de metade fugiu...os k lá estão agora sao os fanáticos e FALSOS muçulmanos anti-ocidentais (sim ocidentais e não só americanos) de toda aquela região k vêem no iraque uma boa oportunidade de irem ter com o Ala e com as 50 virgens (qual eh mesmo o numero de virgens???)
já agora uma jogada de “inteligência” do “burro” do bush...em vez de combater o terrorismo na américa (e de haver atentados como o 11 de setembro) combatem bem longe...ora digam lá se os americanos n preferem esta opção??? já viram outro atentado nos states depois da guerra no iraque????

ZP said...

Olha a Natasha, como vai isso por aí? Bem vinda ao blog! ;)

Devin: São 70 virgens e não 50 :P

Duarte Molha said...

Não D.G. Realmente não vi mais ataques nos EUA desde o 11 de Setembro... Vi infelizmente o ataque brutal em Espanha (Bomba no comboio) e por sorte nenhum terrorista se lembrou de fazer o mesmo em portugal devido ao nosso apoio ao EUA!
Vi também que devido a 2000 mortes nas torres a ideia de payback americana é matar 100000 iraquianos.... Sem duvida nenhuma que é uma optima resposta... depois disto NINGUEM se vai keres meter com os EUA de certeza!!! Bom D.G. não te conheço ainda mas tenho a certeza temos visões diametralmente opostas do que é viver numa sociedade global... Imperialismo é coisa do passado e mais nenhum país poderá alguma vez pensar que pode governar pela força das Armas... Os EUA são o país mais desenvolvido do mundo no entanto perderam a guerra contra os Vietcongs e agora iram perder a guerra para a Paz no Iraque...Talvez assim aprendam!
Cheers,
Duarte Molha

ZP said...

Duarte, na minha visão do que é viver numa sociedade global, também não deve haver espaço para ditaduras sanguinárias, para terrorismo e afins. Já que falaste em números, lembro-te também que muito mais de 200000 curdos e xiitas foram exterminados e torturados pelo regime de Saddam. Na sociedade actual existe uma tendência absurda e irritante de defender este tipo de regimes e desculpabilizar actos terroristas, enviando para os EUA a culpa de todos os males do planeta. Para mim, um líder religioso e/ou político que incentiva os adolescentes do seu povo a suicidar-se em nome Alá, matando também dezenas ou centenas de inocentes, é um líder infinitamente mais criminoso que qualquer Bush ou Sharon.

Duarte Molha said...

Exactamente Zp... Agora estamos a falar na mesma Lingua!
Sim no mundo n deve haver espaço para ditaduras sanguinárias e por isso os paises que se livraram desse tipo de situações n deviam ajudar ditaduras sanguinárias apenas porque é do seu interesse para fazerem mais dinheiro...Quem gaseou o seu proprio povo foi o Saddam sim... mas pergunto-te que lhe forneceu a capacidade para o fazer??
Sim o Bush n é um lider religioso que manda os seus subditos para a guerra... tens razão... ele é um politico corrupto que os manda para a guerra para fazer dinheiro com o crude em vez de motivos ideológicos e diz que é para impedir que actos terroristas voltem a acontecer. Se assim for porque aconteceu o ataque em Espanha? Quer disser desde que n aconteça em território Americano os seus aliados que se F*dam? É isso?
Tens toda a razão, temos de acabar com as ditaduas sanguinárias, mas pergunto-te onde está a America neste momento em que no sudão está a ocorrer genocídio em larga escala? Há quase me esquecia! Que parvoice minha! O Sudão n tem petróleo e como a escravatura é ilegal tb não podem fazer dinheiro com isso ... No Iraque o Saddam matou 200000 curdos, no sudão já morream mais de 2000000 de pessoas e 4000000 foram expulsas das suas terras e obrigadas a viver em refugios onde actualmente morrem centenas de crianças todos os dias por mal nutrição e devido aos ataques da propria policia que devia estar a protege-las.

Sim sem duvida temos que acabar com tudo isto... é por isso que digo que sou anti-americano e torno a dize-lo, não por ser algo que está na moda mas porque já e tempo do Imperialismo Americano acabar de uma vez por todas... Mas agora que o menos radical da equipa da casa branca se demitiu (Colin Powell) e lá colocaram uma gaja ainda mais fanática que o proprio bush (Rice) vamos ver para onde nos leva a America!!!!

Vanadis said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Vanadis said...

Jasus, como isto está movimentado!! Bem, todos juntos já disseram quase tudo, ;-).

Uma coisa é verdade, independentemente das razões, os EUA agem. Enquanto que a Europa se senta confortavelmente numa poltrona a mandar bitaites mas sem nada fazer. Uns pecam por serem precipitados, outros pecam por serem cautelosos demais.

Agora, que os EUA só agem quando têm algum interesse por detrás...ninguém me convence que agem por razões meramente altruístas. E é verdade que o mundo hoje poderia ser bem diferente se os EUA nãi se tivessem metido na 2a guerra mundial. Mas eles só se meteram quando Pearl Harbor foi atacado, nunca antes disso. E outra coisa, se formos um pouco mais longe, a guerra acabou porque Einstein formulou a teoria da relatividade...se não o tivesse feito, o mundo poderia ser muito diferente...e, já agora, Einstein era alemão, ;-).

Quanto ao conflito no Médio Oriente, não me vou meter nisso...é pano para muitas mangas e ambos os lados têm culpas no cartório.

Quanto ao anti-americanismo, não me considero anti-americana, mas sim anti-bush, ou melhor, anti-governo dos EUA. Mas é só o que eu acho, e isso não, interessa porque não sou eu quem os elege.
Agora, que o americano médio é burro, é. Que tem uma visão limitada das coisas, tem. E eles próprios admitiram isso aquando do 11 de Setembro.

Que a guerra no Iraque tem muito que se lhe diga, tem. O altruísmo é tanto, e a esperteza é tanta que os marines andam para ali a dizer coisas como "este c***ão está a fingir que está morto" e ratatatata, rajada de balas...
Enfim.

ZP said...

"Quem gaseou o seu proprio povo foi o Saddam sim... mas pergunto-te que lhe forneceu a capacidade para o fazer??"

Duarte, se quiseres dou-te a lista completa de países que venderam armas ao Iraque nas últimas décadas, mas posso-te já dizer que 2 dos principais fornecedores foram a Rússia e a França. Segundo consta a França manteve relações próximas com o Iraque até há bem pouco tempo, talvez daí o seu "não" à guerra.


"onde está a America neste momento em que no sudão está a ocorrer genocídio em larga escala? Há quase me esquecia! Que parvoice minha! O Sudão n tem petróleo e como a escravatura é ilegal tb não podem fazer dinheiro com isso..."

Já disse anteriormente que sim, as intervenções militares dos EUA têm normalmente interesses económicos por trás, mas isso acontece com todos os países e o que a Austrália fez em Timor é um bom exemplo, mas na altura foram considerados heróis. Falaste no Sudão, podias ter falado também no que aconteceu no Ruanda há uns tempos atrás, e em muitas outras situações. Para que servem afinal as forças de paz das Nações Unidas? O próprio Kofi Annan afirmou que as Nações Unidas não fizeram tudo o que podiam para evitar o massacre no Ruanda. É a inércia do costume... se não forem os EUA a tentar resolver ocasionalmente conflitos internacionais quer pela diplomacia quer pela via militar, mais ninguém o faz.
Numa possível intervenção militar americana no Sudão como tu pedias, já consigo imaginar a opinião pública: "lá estão os americanos a arranjar outra guerra" ou então "lá estão os imperialistas americanos armados em polícias do mundo". São constantemente presos por ter cão e presos por não ter. A verdade é que para os anti-americanos o imperialismo tem que acabar, mas noutras ocasiões esse mesmo imperialismo já é bastante útil.

ganda said...

Ok, Admitemos que os EUA:

são o policia do mundo por serem os únicos que têm capacidade bélica para o serem (a europa não tem a mesma capacidade bélica, sabe-se lá porquê...);

tal como a maioria dos paises "altruístas" têm quase (este quase é para quase não se ver) sempre, interesses económicos, que garantem graças ao seu poder bélico e espirito de entreajuda,

tal como a maioria dos países "altruistas" quando não querem intervir, têm interesses económicos ou já estabelecidos ou então não há futuro económico na região;

elegeram um presidente que faz corar um macaco e o ppl não gosta de macaquices...

Esta é a verdade nua e crua, é válida para os EUA como para todos os outros países... Agora os EUA têm mais visibilidade porque normalmente querem garantir que a evolução económica reverta a seu favor, ao passo que os outros (que não têm a mesma capacidade bélica) tentam fazer as coisas com menos mediatismo, como por exemplo fazer manter a guerra para vender armas...

É uma questão de estilo :P

Duarte Molha said...

Zepe. Nunca disse que os outros paises não vendem armas ao Iraque o que estava a querer dizer no meu texto é que as armas que mataram 100000 curdos não foram AK47 ou minas antipessoais ou mesmo misseis bélicos, foram sim armas de destruição massiva que os americanos forneceram ao Iraque para vencer o Irão. As mesmas armas pelas quais eles justificaram a Intervenção no Iraque!!! Negocios entre paises mesmo no comércio de armas sempre houve e sempre haverá no entanto o que não pode continuar a haver é a atitude americana de para manter os seus interesses económicos dár armas deste tipo a, tal como o descreveste, "Ditaduras Sanguinárias". O que acharias neste momento se França, Alemanhã ou mesmo a America vende-se armas nucleares a Coreia do norte? Estarias de acordo ou serias contra? Não é uma questão de apenas estar contra os Estados Unidos... se um outro país fizesse o mesmo tb estaria contra ele... Porque achas que o Irão odeia a EUA... Sabias que eles tentaram matar o seu lider, Democráticamente eleito e falharam? Foi por isso que o odio a EUA pemitiu a subida ao poder daqueles que demonstravam maior odio aos americanos... Foram eles os culpados da implementação do regime extremista que hoje existe no Irão. E agora mais cedo ou mais tarde devido a fragilização das relações dos americanos com os restantes paises da Nato é que os Iranianos e Coreanos se sente confiantes em desenvolverem armas nucleares pois sabem que os EUA não querem tão cedo começar outra guerra!!!
Um abraço... Duarte

D.G said...

Esta conversa ja chateia!!! mas achei interessante colocar aqui um post do meu blog...

Politicamente Incorrecto
Não haverá nunca uma só razão para algo ser ou não noticia, mas algumas omissões tornam-se significativas. Eu queria acreditar que certo assassinato cobarde no centro da Europa acabou por ser esquecido por causa das eleições americanas, que se jogavam no mesmo dia.
...O que acredito, até prova em contrário, é que a noticia não teve o impacto merecido por ter uma raiz, digamos, politicamente incorrecta. Falo da morte de um realizador holandês, Van Gogh (sim, da família do pintor). Van Gogh foi brutalmente assinado na via publica da pacífica e cosmopolita Amsterdão.
...porque foi abatido o realizador? Por causa de uma curta-metragem intitulada “Submissão” , uma visão dura, crítica, de violência carnalmente explícita sobre a condição das mulheres do Islão. Os fundamentalistas não gostaram. Mas esses não se limitam a escrever umas quantas críticas mordazes e arrasadores em jornais ou revistas inteligentes. Estes pegam numa faca e degolam o autor da obra que não lhes agradou. Para percebemos o politicamente correcto, imaginemos o contrario. Um autor islâmico era barbaramente assassinado por um qualquer loiro de olhos, que não gostou do que leu ou ouviu ou presenciou. Cairiam o Carmo, a Trindade e quantas mesquitas houvesse por perto. Seria ou acto cobarde e bárbaro de um racista neofascista. Mas não. Olho e vejo as noticias na Imprensa e TV europeias, sempre tão preocupadas em não melindrar os árabes, pelo eterno medo de não confundir terroristas com os fundamentos de um nobre povo. E é tão grande este receio que já permitimos tudo. Daí que não haja uma linha menos isenta sobre o homicida cobarde (alegado homicida, manda lembrar o politicamente correcto), mas o realizador (a vitima, recordo eu) é descrito como um ser de feitio complicado e ideias “controversas”. Só falta mesmo a acreditar que estava a pedi-las. E os politicamente correctos não perderam um segundo a pensar que este homem foi abatido por simples delito de opinião. Interessa pouco n é? Faz lembrar certo indivíduo, que ouvi na radio, indignado por se dar tanta importância a quedas das Twin Towers. Dizia ele que era um exagero dizer que os homens de Bin Laden quiseram matar muita gente, porque para isso teriam atacado à hora do almoço, quando as torres estariam certamente mais povoadas, Brilhante, não? È uma conclusão de inevitável pertinência. E nos a pensarmos que os autores (reparem que evito dizer terroristas: não esta provado) tinham como objectivo uma carnificina sem igual. Não , afinal queriam apenas lançar um alerta. Como o marroquino que degolou Van Gogh. Queria apenas dar-lhe a entender que isso de mostrar que as mulheres muçulmanas são tratadas como animais não se faz. Ò Van Gogh, tu desculpa lá, mas não se faz, tá bem? Não repitas.
Se o assassinato de Van Gogh foi recebido com um assobio distraído para o ar, já a vitoria do Bush desencadeou um vendaval de indignações e mãos na cabeça. A intelectualidade europeia assanhou-se escrevinhou crónicas iradas, mandou pedir explicações, adiantou veredictos de fim do mundo. Por uma razão simples. Rejeitaram a América e os seus princípios trogloditas, mas querem votar-lhe nas eleições. Da mesma forma que se enojam com as fardas e os helicópteros mas não se atrevem a dispensar o escudo protector dos comboys. O problema dos europeus é que querem continuar a pensar que a América são os artistas porreiraços de Nova Iorque, Boston ou Chicago. O problema dos europeus é que ainda não perceberam que os americanos se estão marimbando para o que pensamos deles. E são eles que votam no seu presidente. Escandalosa, essa coisa da democracia!
R.G.C (O Pais e o Mundo)

ZP said...

Nem mais...
Mas Devin, acho que já nem vale a pena bater nessa tecla. Na sociedade actual já não se pode criticar actos de terrorismos, afinal os coitaditos são oprimidos e têm que se defender de alguma maneira... não se pode criticar o facto de as mulheres serem tratadas abaixo de animais, pois é a cultura deles e tem que se respeitar... não se pode criticar quando eles raptam e decapitam cidadãos estrangeiros, pois é a forma de luta deles! Às vezes divirto-me a pensar como estaria o mundo se os fundamentalistas islâmicos se apanhassem com o poder bélico dos americanos nas mãos... será que ainda estaria alguma coisa em pé neste planeta?

Duarte, o Saddam pegou em todo o arsenal que possuía e retirou o material que tinha a inscrição "Made in USA" para ir matar os curdos, foi isso?
Muitos países venderam armas ao Iraque durante os anos 70 e 80, a maioria deles países europeus (acho que até Portugal). Mesmo sabendo o tipo de ditador que ele era, todos os países tiraram dividendos ($$$), mas claro, só os EUA é que têm interesses económicos por trás de tudo o que fazem... simplesmente uns dão mais a cara, são mais mediáticos e mais poderosos, sendo portanto mais odiados. Outros são mais discretos e hipócritas, mas muito mais bem vistos perante o mundo.

Duarte Molha said...

Zepe, acho que devias ler novamente o meu post pois estás novamente a dizer algo que eu n disse... É claro que ele usou todas as armas á sua diposição e n apenas as americanas, mas tens de admitir que vender armamento ligeiro ou mesmo misseis não é o mesmo que vender armas quimicas e/ou biológicas... foi apenas isso que quis dizer!!! E além disso nenhum outro pais decidiu invadir o iraque devido as suas armas de destruição massiva.

Longe de mim de colocar os Arabes num pedestal e tens razão D.G quando dizes que muitas vezes tenta-se arranjar desculpas para o compostamento dos radicais islâmicos quando não se devia...Comportamento imoral e assassino é mau seja feito por quem for, e é por isso que eu critico os EUA. Critico-os pois não são fracções radicais americanas que fazem os actos criminosos contra a vontade da generalidade dos Americanos mas sim o proprio País apoiando totalmente estes filhos da P**** que agora estão no poder.

Bom... O que tinha a dizer acerca dos EUA já foi dito e não vou repetir que realmente a conversa já chateia... Eu tenho as minhas visões, que podem pecar por ser demasiado limitadas mas tenho a certeza que tenho razão em alguns aspectos, pelo menos :)

ZP said...

Pois, tá visto que ninguém consegue mudar a opinião de ninguém. :P

Porta-te bem, um abraço!

PS: Gostaste da loiraça do outro post? :)

ganda said...

Pena é que nenhum de vocês consiga ver que acabam por estar em acordo...

Whatever...

ZP no meu post, não estou a atacar os EUA, apenas faço referência pq é por aí que estamos a discutir, mas tal como está escrito, eu disse que qualquer pais "altruista" tem interesses económicos quer em manter determinadas guerras, quer por intervir contra algumas ditaduras e isto aplica-se aos EUA como a Portugal...

Devin, nesta discussão não estamos a defender os oprimidos do medio oriente, nem tão pouco a sua doutrina religiosa e os seus habitos de vida. Acho que em relação a isso estamos todos de acordo. Agora não podemos ocidentalizar todo o mundo...

Eu acho que o que está em causa não é se os americanos dominam o mundo (isso é óbvio), se eles o fazem bem ou mal, eles simplesmente o fazem e todos os outros gostariam de estar no seu lugar... O que está em causa foi o tipo de intervenção dos EUA no Iraque... O móbil que foi usado simplesmente não foi provado, nem encontrado... Esta é a questão... Eu estou-me pouco marimbando se eles invadem o iraque ou portugal... Agora eu não gosto de me sentir enganado... Disseram que as armas tavam lá e atacaram por isso, mas as armas não estavam, a capacidade de as produzir tb n foi provada... De qualquer forma a coreia do norte não esconde que tem armas nucleares, foi por isso que eles n foram invadidos...

Eu acho estranho isso... Estou a falar num caso particular e não a generalizar. Estou a tentar ser pragmático com a actualidade sem pensar no que foi feito anteriormente... Lá pq és um cidadão que deste muito a uma qq sociedade isso não te dá o direito de mentires e enganares, ou dá???

D.G said...

Para mim o k esta em causa é o criticar as eleiçoes DEMOCRATICAS nos States! Claro k no meu ponto de vista e da maioria dos europeus o Kerry poderia trazer algo de melhor para o mundo (também pior acho k era impossível), nem k seja na possível abertura dos outros países para com a América. Mas meus amigos no campo externo as diferenças entre ambos era o kerry n concordar com a guerra no Iraque, mas agora k já la esta tem k continuar….a diferença eh k ia fazer as coisas de uma maneira abrangente, ou seja…pedir ajuda aos “aliados” leia-se França, Alemanha entre outros…..só k toda a gente sabe k mal ele fosse fazer isso eles iam dizer…Kerry amigo…desenrasca-te sozinho pk n mandamos tropas nenhumas (típica mentalidade europeia…”n tenho nada a ver com isso!”...ou entao “só prejudicava a minha reeleição”) e voltava td ao k estava!! Ou alguém acha k a melhor solução era deixar aquilo agora como esta??? Ou fazer como a mentalidade espanhola “sr’s terroristas percebemos o seu “aviso” e fugimos com o rabo entre as pernas…..” Dar carta branca aos actos terroristas para assim eles aprenderem a lição k tais actos tem uma resposta imediata e positiva aos seus idiais! O k ao meus ver n deixa de ser uma maneira, indirecta, de incentivar o terrorismo.
Para mim o k esta também em causa é o sentimento GERAL ANTI-AMERICANO! e n venham com essa cena de serem só ANTI-BUSH, pk basta falar de qq coisa feita pelos americanos (eh só ver os media quando falam dos americanos…eh geral) passam um atestado de burrice...quando eles são a maior potencia do mundo e quer queiramos quer não...são melhores em QUASE td!!! Dependemos deles pra td...indirecta ou directamente….basta só falar na economia! e tb quer queiramos quer não… fazemos parte da cultura americano basta só olhar a nossa volta...os nossos gostos e maneira de viver (o single dos Rammstein relata de certa forma isso lol)
Para mim só o ser ANTI qq coisa ja diz td a cerca de uma pessoa! Tenho dificuldade de compreender essa maneira de pensar....posso n gostar de algo ou n ter o mesmo ponto de vista...agora ser ANTI!!!....desejar a morte ….como vi certo gajo no bar do álvaro no 11 de Setembro a dizer…eh bem feito para eles verem o k eh bom!!!! (coincidência ou não tinha o típico cachecol da “palestina”….k por acaso também tenho e já usei ….pra n dizerem k sou preconceituoso ). N percebo o pensamento fundamentalista de alguns auto proclamados muçulmanos, de guerra santa de morto a cultura “pecadora” ocidental, mas n desejo a morte deles!
No mundo de hoje, em que td eh “global”, n pode haver este tipo de pensamento! Ainda percebo o facto de um iraquiano ser anti-americano, por ter tido a sua casa destruída no meio de um bombardeamento ou algum familiar morto….agora um tuga!!! enfim!!! N gostam da maneira de ser deles, n sigam a cultura, proponham alternativas e não essa ideia do deixa andar….n se metam……deixem de ser donos do mundo!!! agora essa cena de manifestações para provocar distúrbios e destruir McDonals para passar o "vosso" ponto de vista!!! ou pior fazer passar as “vossas” ideias com atentados terroristas em nome de Deus!!!
N me venham com essas historias do “n se metam onde n são chamados!” “Imperadores do mundo” isso era antigamente k as distancias separavam os povos....agora todos vivemos num grande "PAIS" chamado Terra... em k a distancia máxima hoje em dia k nos separa são 4 segundos...k eh o tempo k demora a chegar informação, entre 2 pontos, o mais afastados possíveis no nosso planeta.

D.G said...

Para mim o k esta em causa é o criticar as eleiçoes DEMOCRATICAS nos States! Claro k no meu ponto de vista e da maioria dos europeus o Kerry poderia trazer algo de melhor para o mundo (também pior acho k era impossível), nem k seja na possível abertura dos outros países para com a América. Mas meus amigos no campo externo as diferenças entre ambos era o kerry n concordar com a guerra no Iraque, mas agora k já la esta tem k continuar….a diferença eh k ia fazer as coisas de uma maneira abrangente, ou seja…pedir ajuda aos “aliados” leia-se França, Alemanha entre outros…..só k toda a gente sabe k mal ele fosse fazer isso eles iam dizer…Kerry amigo…desenrasca-te sozinho pk n mandamos tropas nenhumas (típica mentalidade europeia…”n tenho nada a ver com isso!”...ou entao “só prejudicava a minha reeleição”) e voltava td ao k estava!! Ou alguém acha k a melhor solução era deixar aquilo agora como esta??? Ou fazer como a mentalidade espanhola “sr’s terroristas percebemos o seu “aviso” e fugimos com o rabo entre as pernas…..” Dar carta branca aos actos terroristas para assim eles aprenderem a lição k tais actos tem uma resposta imediata e positiva aos seus idiais! O k ao meus ver n deixa de ser uma maneira, indirecta, de incentivar o terrorismo.
Para mim o k esta também em causa é o sentimento GERAL ANTI-AMERICANO! e n venham com essa cena de serem só ANTI-BUSH, pk basta falar de qq coisa feita pelos americanos (eh só ver os media quando falam dos americanos…eh geral) passam um atestado de burrice...quando eles são a maior potencia do mundo e quer queiramos quer não...são melhores em QUASE td!!! Dependemos deles pra td...indirecta ou directamente….basta só falar na economia! e tb quer queiramos quer não… fazemos parte da cultura americano basta só olhar a nossa volta...os nossos gostos e maneira de viver (o single dos Rammstein relata de certa forma isso lol)
Para mim só o ser ANTI qq coisa ja diz td a cerca de uma pessoa! Tenho dificuldade de compreender essa maneira de pensar....posso n gostar de algo ou n ter o mesmo ponto de vista...agora ser ANTI!!!....desejar a morte ….como vi certo gajo no bar do álvaro no 11 de Setembro a dizer…eh bem feito para eles verem o k eh bom!!!! (coincidência ou não tinha o típico cachecol da “palestina”….k por acaso também tenho e já usei ….pra n dizerem k sou preconceituoso ). N percebo o pensamento fundamentalista de alguns auto proclamados muçulmanos, de guerra santa de morto a cultura “pecadora” ocidental, mas n desejo a morte deles!
No mundo de hoje, em que td eh “global”, n pode haver este tipo de pensamento! Ainda percebo o facto de um iraquiano ser anti-americano, por ter tido a sua casa destruída no meio de um bombardeamento ou algum familiar morto….agora um tuga!!! enfim!!! N gostam da maneira de ser deles, n sigam a cultura, proponham alternativas e não essa ideia do deixa andar….n se metam……deixem de ser donos do mundo!!! agora essa cena de manifestações para provocar distúrbios e destruir McDonals para passar o "vosso" ponto de vista!!! ou pior fazer passar as “vossas” ideias com atentados terroristas em nome de Deus!!!
N me venham com essas historias do “n se metam onde n são chamados!” “Imperadores do mundo” isso era antigamente k as distancias separavam os povos....agora todos vivemos num grande "PAIS" chamado Terra... em k a distancia máxima hoje em dia k nos separa são 4 segundos...k eh o tempo k demora a chegar informação, entre 2 pontos, o mais afastados possíveis no nosso planeta.

ganda said...

Ainda bem que eu não sou nada disso que disseste... Eu concordo com praticamente tudo isso... :P

Paz

ganda said...

P.S. que eu me lembre ninguem pos em causa a vitória de bush. Foi democarticamente eleito e parece-me q isso não foi posto em causa. As reacções foram semelhantes a um benfiquista ver o benfica perder a final da liga dos campeões.

------------------

Este post foi iniciado com uma pic da ligação entre o IQ das pessoas que votaram em bush e kerry. Uma pic que induzia as pessoas que olham para ela a dizer que foram os menos espertos geneticamente que votaram em bush. Agora tb ficou patente no inicio da discussão que o IQ não é tudo ou que é praticamente nada. É obvio que o conceito de americano que passa para o resto do globoé negativo isso é patente, o que não quer dizer que de facto corresponda a realidade, até porque a ignorância média de um Português comum não deve ser muito distante da de um americano.

Isto para dizer que eles são tão burros como nós. Uns mais do benfica outros mais do porto. Uns mais Kerry outros mais bush. Uns mais "americanos" outros mais "não americanos"...

ZP said...

"Eu acho estranho isso... Estou a falar num caso particular e não a generalizar. Estou a tentar ser pragmático com a actualidade sem pensar no que foi feito anteriormente..."

Ora bem Ganda, agora estamos MESMO a falar a mesma lingua. Pelo facto de o Bush ter mentido e feito m*rda, não se deve generalizar e ser ANTI-americano como aquele troglodita do cachecol da palestina de que o Devin falou. Numa democracia os presidentes passam mas o país é sempre o mesmo. Infelizmente isto só acontece numa democracia... Estou contra a política do Bush, mas os EUA não deixam de ser um país que eu admiro e respeito.

Vanadis said...

Olhem, não anti-americana, mas não os admiro nem os respeito...bem, eu não admiro nem respeito nenhuma nacionaledade em particular...lololol. Ok, ok, não vou desconversar...
O que eu quero dizer é que muito doque eles têm nem sequer foi feito por eles! A economia deles não depende só do pitrol também depende dos lobby judeus...(porque será que apoiam Israel?.... os cientistas deles são, na sua maioria, asiáticos e europeus...ou seja, o que é ser americano??? Será que existe mesmo um povo americano??? Pensemos nas misturadas que estão para ali...índios, negros, europeus, asiáticos...vagas atrás de vagas de emigrantes que ainda hoje se processam. O que é ser americano, no meio de tantas nacionalidades originais? Se formos por aí além, os verdadeiros americanos são os que já lá estavam, os chamados "índios". A quem os europeus fizeram o favor de roubar todas as terras que por lá havia...
Ai...ponho-me com estas divagações e depois já nem sei onde queria chegar...
Mas se existe um motivo de força maior para não se ser anti-americano, é o facto de não existir um povo americano...não existe. A não ser que consideremos que um norte americano é o equivalente a um europeu, se é que me entendem. Ou seja, aquilo é uma tal salgalhada de povos, costumes, tradições, religiões, línguas, perspectivas, etc, etc, etc, que o ser-se americano é algo muito mais complexo do que parece...
Mas pondo o passado no passado, porque (já diziam os profes de históra) com a História deve-se aprender e andar para a frente...podemos falar de um povo americano? Se está continua em constante diluição, mistura, dissolução, etc, etc, de povos? Por isso, ser-se anti-americano, é ser-se anti-nós mesmos...
E com esta desconversa toda pretendo só dizer que não sou anti-americana mas, possas, sou anti-bush e de que maneira. O gajo é burro como sei lá o quê!! Mas pronto...foi eleito pelo(s) povo(s), o(s) povo(s) escolheu (ram). Eles que façam o que entenderem.

Extremismo há em todo o lado. Infelizmente, há extremismo que é politicamente correcto e extremismo que é politicamente incorrecto. Ao diabo com a guerra santa de hoje e de ontem. Com falsos reliogismos não posso eu. Criou-se um Deus para agora se andar a trucidar gente em nome dele...

Ao diabo com o idiota que matou o van gogh (por acaso vi a notícia...). Ao diabo com o idiota que se enrolou num lenço palestiniano sem fazer a menor ideia do que ele significa. Olhem, eu tenho um amigo palestiniano. e ele é o primeiro a dizer-me que um dos melhores bocados que já passou foi uma viagem de mochila ás costas pela Síria com um americano como companheiro. Para verem que há palestinianos e palestinianos, que há israelitas e israelitas. O Arafat era um sacana ganancioso e terrorista. O Sharon não é muito melhor. Entre os dois, venha o diabo e escolha. Se não há paz, a culpa é dos dois!! O antigo primeiro ministro israelita, o Rabin, foi assassinado por um israelita, lembram-se?...e eu garanto-vos, se o Rabin ainda fosse vivo e agora sem o Arafat para atrapalhar, garanto-vos que a paz se tinha instalado naquelas bandas.

Enfim, hoje não dormi muitas horas, por isso não sei se estas divagações fizeram algum sentido. Mas um blog tb serve p isto, né????????????

Atão e as chouriças, tavam boaaaaaaaas??????????

Hasta la vista, baby...

ZP said...

As chouriças estavam óptimas, e as bejecas também! ;)

D.G said...

Ainda a cerca deste post, recomendo este site:
http://urbanlegends.about.com/library/bl_voter_iq.htm#note
que fala sobre mitos urbanos e folclore....onde aparece essa suposta tabela de QI por estado!!!
essa ta no top 25 dos mitos lol ...ou seja um dos net hoax mais vistos este ano!!!
por falar em net hoax recomendo tb o meu ultimo post em www.dah-blog.blogspot.com
"It ain't so much the things we don't know that gets us into trouble. It's the things we know that ain't so."

Artemus Ward

Vanadis said...

Ehhhhhhhh, D.G., nem sabes o que ajusdaste, ;-)))))))). A monografia de final de curso do meu cunhadinho é sobre lendas urbanas, se ele não conhece já esse link vai-te ficar agradecidíssimo!!!! Brigado!!! :-)))))))))

D.G said...

quero ver o meu nome nos agradecimentos :P lol